SSDs do tipo M.2, em placas PCI-e.

O que é SSD M.2? Entenda tudo sobre a tecnologia

0 Flares 0 Flares ×
Banner para a página de download da planilha de acompanhamento de serviços e cadastro de clientes.

Os SSDs chegaram para ficar, desbancando os HDs tradicionais em quase todos os tipos de uso, dos computadores de trabalho mais exigentes até as máquinas mais simples de escritório.

Nesse contexto, um novo modelo da categoria vem ganhando cada vez mais espaço no mercado de informática, com desempenho que surpreende pelo tamanho reduzido. Continue a leitura para entender o que é SSD M.2 com explicações sobre o design, performance e compatibilidade!

Características físicas

M.2 é o nome dado a um formato que já foi conhecido como NGFF – do inglês, Next Generation Form Factor, ou “fator de forma da próxima geração”. Ele é semelhante a outras placas de circuito presentes em notebooks, como alguns módulos de Wi-Fi.

Pessoa segurando um SSD do tipo M.2.
O tamanho de um SSD M.2 é significativamente menor que os outros modelos da categoria.

Seu grande diferencial está na conexão, que é feita diretamente com a placa-mãe do notebook ou do computador sem a necessidade de cabos. Combinando isso ao tamanho reduzido, o SSD M.2 oferece uma vantagem significativa para usuários que buscam otimizar a organização de fios ao máximo dentro da máquina.

Por serem placas com espessura muito pequena, os tamanhos de SSDs M.2 são, em geral, expressos em duas dimensões: largura e comprimento. Nos modelos, esses valores aparecem identificados lado a lado. Os mais comuns são:

  • 2230
  • 2242
  • 2260
  • 2280
  • 22110

Ou seja, todos possuem largura de 22 milímetros (para serem compatíveis com a porta de conexão) com comprimento variável. Nos exemplos citados, essa medida variou entre 30 e 110 mm.

Os tamanhos diferentes podem determinar a capacidade total de armazenamento, pois SSDs M.2 mais compridos dão mais espaço para a instalação de chips de memória, resultando em mais gigabytes.

No vídeo a seguir, do canal Qual Notebook Comprar?, é possível observar a instalação de um SSD M.2 em um notebook, para se ter uma ideia do tamanho dessa categoria de componentes.

Desempenho

Quando falamos em desempenho, é preciso tomar cuidado para não se enganar pelo design semelhante entre os modelos. Atualmente, no mercado, existem dois protocolos de transferência de dados suportados: SATA e PCI-Express (ou PCI-e).

Alguns SSDs do tipo M.2 trabalham com interfaces SATA, enquanto outros são compatíveis com a tecnologia PCI-e. Em resumo, a primeira é a mesma dos HDs e proporciona velocidades menores de leitura e escrita.

Os SSDs M.2 PCI-Express são mais rápidos, pois permitem maiores taxas de transferência de dados – eles usam a mesma tecnologia dos conectores de placas de vídeo em computadores de mesa –, apesar de manterem uma aparência muito parecida com os do tipo SATA.

Em termos práticos, uma conexão PCI-e consegue velocidades máximas por volta de 5 a 7 vezes maiores do que as SATA. No uso diário, essa diferença não chega a ser muito perceptível. 

No entanto, para atividades mais intensas, com manipulação de arquivos grandes com frequência, a economia de tempo com um dispositivo de armazenamento mais rápido pode significar uma melhoria elevada na rotina de trabalho.

Os modelos PCI-Express também são chamados de NVMe (Non-Volatile Memory Express), referenciando o protocolo de armazenamento de dados utilizado nesses SSDs.

Banner para o e-book "Como atrair clientes para sua assistência técnica".

Preço

Até agora, o foco esteve nos benefícios do M.2 frente aos outros tipos de SSD. Porém, é necessário pontuar que o preço dessa tecnologia ainda não é equivalente aos modelos de 2,5 polegadas mais populares.

Da mesma forma que ao transicionar de um disco rígido de 3,5” para um SSD tipo SATA há um aumento no preço por gigabyte (R$/GB), o formato M.2 também fica mais caro quando comparado a um modelo de 2,5 polegadas.

Vale ressaltar que, assim como os primeiros SSDs (mais lentos) começaram a baixar o preço com o passar do tempo, podemos esperar que o mesmo aconteça com os do tipo M.2, resultando em menores preços por GB.

Banner para a página de download do infográfico sobre atendimento remoto da ELGScreen.

Compatibilidade

Conforme discutido anteriormente, os tipos de SSDs M.2 são muito parecidos fisicamente, tornando complicada a distinção entre modelos SATA e PCI-e. Saber sobre essa característica de conexão é fundamental para conseguir utilizar o componente com sucesso.

Isso porque, caso o PC não suporte determinado tipo de conexão, a BIOS do sistema pode não reconhecer o componente, tornando impossível a sua utilização.

Para te ajudar no processo de verificação de confiabilidade entre um notebook/computador e o SSD, é possível seguir alguns passos básicos:

1. Confira as especificações do modelo de SSD

Como as diferenças não são fáceis de perceber a olho nu, é importante verificar no site da loja ou da fabricante quais são as especificações do SSD em questão. Em especial, confira seu tamanho (comprimento) e qual o tipo de conexão (SATA ou PCI-e) suportado.

2. Verifique se a placa-mãe tem conexão M.2 e suporta o comprimento

Válido para laptops e desktops. De uns anos para cá, a maioria das placas-mãe já oferece suporte para essa tecnologia. No entanto, vale conferir no site da fabricante ou pesquisar pelo modelo do seu notebook para ter certeza.

Nesta etapa, é preciso confirmar que o SSD escolhido é compatível com a placa-mãe em tamanho e tipo de conexão.

Conexão M.2 em uma placa-mãe.
Detalhe de uma conexão de SSD M.2.

Upgrades

Um dos motivos pelos quais os SSDs ganharam popularidade foi a possibilidade de upgrades em notebooks e computadores de mesa mais antigos.

Por exemplo, é comum que laptops tragam conexões do tipo M.2 na placa-mãe, mas sem nenhum SSD vindo de fábrica. Isso abre margem para um upgrade que não precisa substituir nenhuma peça atual, apenas ao agregar aos componentes já instalados.

O Windows 10 é um sistema que ganha muito com uma unidade de armazenamento mais rápida. Os benefícios principais são tempos de carregamento mais curtos ao ligar o computador e acionar programas, além dos ganhos em transferência de arquivos.

Portanto, o upgrade para um SSD do tipo M.2 causa mais impacto para essa categoria de usuários, em especial aqueles que utilizavam HDs convencionais antes. A diferença é realmente muito grande.

No entanto, vale a pena estudar e pesquisar antes de decidir por um upgrade desse tipo. Se um notebook for velho demais, pode ser que a vida útil das peças não compense o investimento.

A ELGScreen é uma loja virtual de informática que oferece uma enorme variedade de produtos e, entre eles, uma seleção de SSDs para melhorar a experiência no seu computador ou laptop. Clique no banner abaixo para conferir todos os modelos!

Banner para a página de SSDs da ELGScreen.
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

ELGSCREEN

A ELGScreen é uma loja online, presente no mercado desde 2008, especializada na venda de telas para notebook, com diversas opções de modelos. O e-commerce possui ainda teclados, baterias, fontes e outras peças para notebook. A ELGScreen oferece condições especiais de preço e pagamento para revendedores. Confira nossas condições especiais acessando elgscreen.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *