Skip to main content

Memória RAM utilizável menor do que a instalada: como resolver?

0 Flares 0 Flares ×
Banner para a página de download da planilha de acompanhamento de serviços e cadastro de clientes.

“Mesmo com uma generosa quantidade instalada, meu notebook continua travando”. Se você está nessa situação, o problema pode ser o mesmo de diversos usuários: a memória RAM utilizável (disponível para o uso) não corresponde à capacidade máxima.

Esse componente é essencial para rodar os programas do computador de maneira satisfatória, armazenando arquivos temporários com altíssimas taxas de transferência para garantir que os comandos dentro de um navegador de internet aconteçam instantaneamente, por exemplo.

Para diagnosticar que o seu PC está “enxergando” uma quantidade menor do que deveria, acesse Painel de Controle > Sistema e Segurança > Sistema para ver as informações gerais do notebook (no Windows). 

Os dados de memória RAM ficam logo abaixo do modelo do processador. Nesse campo, o sistema operacional vai indicar quando estiver utilizando uma quantidade menor.

Janela de propriedades do computador.
Janela com informações de sistema do Windows.

A situação de diferença entre memória RAM instalada e utilizável pode acontecer por uma série de motivos. Neste post, abordamos os mais comuns, com um passo a passo rápido para resolvê-los. Continue a leitura para conhecer!

Windows de 32 bits

Antes de começarmos, a velha dica de reiniciar o PC precisa ser destacada novamente. Às vezes, por motivos inexplicáveis dentro da lógica dos computadores, o Windows apenas decide que não quer mais funcionar. Nesses casos, um simples restart pode resolver o problema.

Os sistemas operacionais da Microsoft costumam vir em dois tipos diferentes: 32 ou 64 bits. A primeira versão suporta até 4 GB de memória RAM, com uma pequena parte reservada para funções específicas.

Como resultado, é normal que máquinas com sistema 32 bits apresentem entre 3 e 3,5 GB de memória RAM utilizável. Em contrapartida, a alternativa de 64 bits suporta muito mais. Nesse caso, o que influencia diretamente na capacidade é a placa-mãe.

Se você possui um notebook com até 4 GB instalados, não precisa se preocupar com a versão do Windows (32 ou 64). No entanto, quem possui 6 GB, 8 GB ou mais sentirá bastante a falta que a memória não utilizada faz.

Acesse novamente a janela de Sistema (como na imagem anterior) para verificar a sua versão do Windows. Se o seu sistema estiver como 32 bits, mas com um “processador com base em x64” – por causa de alguma formatação descuidada, por exemplo –, será necessário reinstalar o Windows.

É recomendado fazer uma instalação limpa, ou seja, que apagará todos os seus dados. Por isso, não esqueça de fazer o backup de seu PC.

Banner para página de parcerias com revendedores

Diagnóstico de Memória do Windows

Se isso não resolver, partimos para a hipótese de alguma falha mais permanente no sistema operacional. Para identificá-la, é possível utilizar uma ferramenta de diagnóstico de memória RAM. Acesse digitando “diagnóstico de memória do Windows” no menu Iniciar.

Na janela que abrir, você poderá escolher entre reiniciar o computador imediatamente e começar a verificação, ou agendá-la para a próxima vez que o PC for ligado. Vale destacar que o processo demora um pouco para ser completado – mas pode ser cancelado a qualquer momento.

Diagnóstico de Memória do Windows.
Janela do Diagnóstico de Memória do Windows.

Memória máxima do sistema

A partir de agora, as sugestões exigem um conhecimento maior sobre computação, com modificações que, dependendo do caso, podem causar problemas ainda maiores. Portanto, leia com calma e, caso se sinta inseguro com algum procedimento, leve o notebook a uma assistência técnica de confiança, onde você terá a certeza de um diagnóstico mais técnico.

Memória máxima do sistema é uma configuração meio escondida, mas que pode ser responsável por limitar o potencial total do que está instalado no notebook. Para fazer essa verificação, comece pressionando as teclas ⊞ Win + R e digite msconfig.

Assim que a janela de opções aparecer, selecione a aba Inicialização e suas Opções avançadas…

Janela de opções msconfig.
Janela de opções msconfig.

Na janela de Opções Avançadas de INICIALIZAÇÃO, a opção de memória máxima, em geral, costuma ficar desmarcada. Em testes internos, tentamos forçar a quantidade máxima instalada no notebook, marcando a opção e inserindo o valor em bytes manualmente.

No entanto, ao desligar e ligar o PC (ação necessária para aplicar as modificações), verificamos que a quantidade de memória RAM utilizável estava ainda menor que antes. 

Portanto, a dica é confirmar se essa opção está marcada no seu notebook e, caso esteja, desmarcar e reiniciar o Windows para tentar resolver o problema.

Configurações de memória RAM máxima.
Configurações de memória RAM máxima.

Memória virtual

As configurações de memória virtual podem ser as responsáveis pela memória RAM utilizável não estar compatível com a instalada. Para resolver, digite “configurações avançadas do sistema” na caixa de pesquisa do menu Iniciar e tecle Enter para acessar as Propriedades do Sistema.

Na aba Desempenho, selecione as Configurações. Depois que a janela de Opções de Desempenho abrir, vá até a seção Avançado para visualizar o controlador de Memória virtual. Por fim, clique em Alterar.

Janela de Propriedades do Sistema (esquerda) ao lado das Opções de Desempenho (direita).
Janela de Propriedades do Sistema (esquerda) ao lado das Opções de Desempenho (direita).

Desmarque a caixa Gerenciar automaticamente o tamanho do arquivo de paginação de todas as unidades. Agora, selecione cada unidade (C:, D:, G:, etc) e marque a opção Sem arquivo de paginação.

Janela de configurações de memória virtual.
Opções de gerenciamento de memória virtual.

Clique em OK e reinicie seu computador. Se o problema não for resolvido, refaça o caminho e selecione a caixa anteriormente desmarcada. Em alguns casos, repetindo esse processo para voltar ao estado anterior, o problema vai embora.

Pente mal colocado

Se você instalou novos pentes de memória RAM recentemente, pode ser que o encaixe não tenha sido perfeito. Se isso aconteceu, o Windows fica incapaz de reconhecer a memória instalada, fazendo com que a capacidade apareça reduzida.

Essa é uma falha de hardware simples de resolver, mas é necessário desmontar o notebook e encontrar o local onde a memória fica armazenada, retirando e recolocando o pente – sempre com o computador desligado e fora da tomada, com acessórios de segurança e tomando cuidado para não causa curto-circuitos acidentais.

A partir do momento em que entendemos mais sobre a relação entre as peças e o sistema operacional, instalar memória RAM no notebook, em um eventual upgrade, acaba se tornando uma tarefa mais clara.

Fazer com que o laptop reconheça a capacidade total como utilizável é um caminho de muitas vias, dependendo da causa do problema. Nesse artigo, apresentamos algumas ideias para tentar resolver sem sair de casa e te ajudar caso queira fazer um upgrade e instalar mais memória RAM no notebook.

Gostou das dicas? Assine a newsletter do blog para ficar por dentro do mundo da tecnologia, com tutoriais explicativos, dicas de gestão para assistências técnicas e muito mais!

Banner para a página de memórias RAM na ELGScreen
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

ELGSCREEN

A ELGScreen é uma loja online, presente no mercado desde 2008, especializada na venda de telas para notebook, com diversas opções de modelos. O e-commerce possui ainda teclados, baterias, fontes e outras peças para notebook. A ELGScreen oferece condições especiais de preço e pagamento para revendedores. Confira nossas condições especiais acessando elgscreen.com

6 thoughts to “Memória RAM utilizável menor do que a instalada: como resolver?”

  1. Instalei um pente novo de memória, aumentando minha memória de 4 pra 6gb, mas só aparecia 3,5 de utilizavel, então fiz esse tutorial meu windows deu pau geral vou ter q formatar o PC. Complicado…

    1. Fernando, boa tarde. Sentimos pelo ocorrido. Porém este procedimento é o indicado nesses casos. Acredito que o problema não se deu por conta da memória ou do procedimento em si. Provavelmente deve haver algo mais danificado. E até mesmo na troca da memória, caso não tenha desenergizado o sistema antes de efetuar a troca, problemas podem ocorrer. Sempre aconselhamos aos nossos clientes que busquem auxílio de um profissional que lhe garanta a integridade do equipamento ao efetuar atualizações de hardware. Espero que haja solução para o caso, mas investigue melhor a máquina pois deve haver algo de errado que não relacionado a memória. Att. Equipe ELGScreen.

    2. Ao realizar o procedimento 2 o windows não iniciou mais, sempre que o inicio, ele pede para reparar e eu não consigo mais acessar, alguma solução?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *