Conheça 5 vantagens de colocar SSD no notebook!

0 Flares 0 Flares ×

Colocar SSD no notebook é um upgrade que funciona como uma boa alternativa para a queda no desempenho de computadores. Para serviços de assistência técnica, recomendar esse tipo de atualização de hardware é uma opção que se tornou viável no mercado atual.

SSD significa Solid State Drive (ou Unidade de Estado Sólido). Atualmente, trata-se de uma das formas mais eficazes de armazenamento, que estão ficando cada dia mais acessíveis. Neste post, conheça cinco vantagens dessa tecnologia!

Por que vale a pena colocar SSD no notebook?

Em resumo, SSDs são menores e mais resistentes que os HDs convencionais. Além disso, economizam mais energia e apresentam instalação fácil, rápida e versátil. Isso sem contar nos ganhos de desempenho. Hoje em dia, é possível encontrar modelos com preços atrativos para diversos orçamentos.

Banner para o e-book "Como atrair clientes para sua assistência técnica".

1. SSDs são mais velozes

A vantagem mais clara de um SSD são as velocidades de leitura e escrita. Atualmente, é comum encontrar modelos que atingem 2000 megabytes por segundo sem dificuldade, enquanto aqueles de entrada alcançam a faixa de 550 MB/s.

Para exemplificar o quão grande é essa velocidade, vamos comparar com o desempenho de um HD. Os modelos de disco rígido mais utilizados hoje em dia atingem, em média, velocidades na ordem de 150 MB/s, sendo que os mais avançados chegam a 200 MB/s. 

Ou seja, os HDs, normalmente, não chegam a um décimo da velocidade das unidades de estado sólido. Existem, ainda, os HDs de alta velocidade. Esses modelos chegam até 450 MB/s, mas ainda perdem para o SSD. Vale destacar que, para aumento de desempenho dos discos rígidos, é possível fazer arranjos de HD, chamados RAIDs.

Mas, como as velocidades de leitura e escrita atingem o seu dia a dia? Simples: ao colocar SSD no notebook, todas as tarefas ficam mais rápidas, desde ligar o computador até o carregamento de programas.

O Tecmundo fez uma matéria comparando o desempenho dos SSDs com programas específicos para testes em unidades de disco. Confira o texto clicando aqui.

2. SSDs são mais resistentes

Por mais que não seja tão comum, HDs podem dar problemas irreversíveis mais facilmente do que os SSDs. Por ser uma tecnologia mais sofisticada, a unidade de estado sólido está menos propensa a sofrer danos físicos.

HD mecânico partido ao meio.
HDs convencionais sofrem interferência magnética, que podem comprometer os dados gravados.

Para exemplificar a durabilidade do SSD, a Kingston fez uma série de vídeos com diversos tipos de testes para verificar a resistência do componente, como:

  • Atingir com um taco de basebol
  • Fixar em um pino de boliche e acertar com a bola
  • Bater com um taco de golfe
  • Prender na parede com fita adesiva e arremessar vários objetos
  • Utilizar como isca de pesca, prendendo o SSD a um anzol

De todos os testes extravagantes, a unidade de estado sólido só não sobreviveu aos impactos do taco de golfe e a bola de boliche. Confira uma compilação dos testes por meio deste link (Não é recomendado reproduzir esses testes em casa).

Outro ponto em que o SSD se mostra mais resistente é a interferência magnética. Enquanto o fenômeno não afeta dispositivos com a tecnologia, ele pode até apagar todos os dados de um HD.

Isso porque os discos rígidos são, literalmente, discos de metal que funcionam com uma rotação muito alta. Esse movimento giratório, por si só, também está sujeito a problemas, uma vez que se trata de uma parte móvel — e todo componente que se movimenta possui mais chances de sofrer danos.

3. SSDs economizam energia

Ao colocar um SSD no notebook, a bateria também agradece. Em comparação com discos rígidos, a tecnologia consome uma quantidade consideravelmente menor de energia.

De acordo com o portal Storage Review, o consumo médio de um HD é de 6-7 Watts, enquanto um SSD consome de 2 a 3 W, ou seja, 50% menos energia! Na prática, essa diferença pode significar até meia hora de autonomia a mais.

Além do efeito na bateria, o consumo reduzido de energia também afeta o aquecimento do notebook. Ou seja, um notebook com SSD está menos propenso ao superaquecimento do que uma máquina com HD.

4. SSDs significam qualidade acima de quantidade

Uma das característica que mais desanimam os usuários é a capacidade de armazenamento dos SSDs. Os modelos mais populares de SSD possuem menor capacidade do que HDs de entrada, e modelos com grande espaço podem possuir preços nada convidativos. No entanto, isso se deve ao fato de que o foco da tecnologia é na qualidade da transmissão e gravação de dados, e não na quantidade. 

SSD e HD mecânico.
À esquerda, o HD; à direita, o SSD. (Imagem: Reprodução / macchu).

O momento em que vivemos exige cada vez menos espaço físico em disco. Com os serviços de streaming, como Netflix, Spotify e YouTube, combinados aos aplicativos de armazenamento em nuvem, muitos dos arquivos não precisam ser guardados no computador.

5. SSDs são fáceis de instalar

Por serem dispositivos simples, colocar SSD no notebook é muito fácil: basta conectá-los à máquina. Mesmo sem conhecimento profundo, o usuário é capaz de realizar a instalação.

O tamanho padrão da maioria dos modelos de SSD mais populares é de 2,5 polegadas, muito popular em modelos de HDs para notebook. Essa classificação traz as dimensões 70 mm (largura) x 19-9 mm (altura) x 100 mm (profundidade).

Porém, é possível encontrar SSDs maiores e menores. Computadores ou notebooks muito compactos, ou que utilizam arranjos de várias unidades de estado sólido, geralmente apresentam componentes com tamanho reduzido. 

Como colocar SSD no notebook mantendo o HD original

Para contornar a escassez de espaço, é possível utilizar uma combinação de HD com SSD. Nesses casos, o disco rígido ficaria com arquivos como fotos, vídeos e músicas, enquanto o SSD seria responsável por armazenar softwares e o sistema operacional.

Caso não queira abrir mão de seu HD, uma solução é substituir o drive de DVD pela peça. Com ajuda de um adaptador SSD SATA, você substitui uma tecnologia raramente utilizada por uma que realmente irá te ajudar.

Se não houver como fazer essa substituição, também é possível transformar o HD do notebook em um HD externo, com adaptador para conexão USB. Dessa forma, preserva-se a utilidade do componente.

As vantagens em colocar SSD no notebook são muitas, além de ser uma ótima opção de serviço de assistência técnica de informática. A ELGScreen conta com ótimas oportunidades para testar essa tecnologia de armazenamento. Confira!

Banner para a página de SSDs no site da ELGScreen.
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

ELGSCREEN

A ELGScreen é uma loja online, presente no mercado desde 2008, especializada na venda de telas para notebook, com diversas opções de modelos. O e-commerce possui ainda teclados, baterias, fontes e outras peças para notebook. A ELGScreen oferece condições especiais de preço e pagamento para revendedores. Confira nossas condições especiais acessando elgscreen.com

2 thoughts to “Conheça 5 vantagens de colocar SSD no notebook!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *